Jovens que proclamam a Palavra de Deus.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Às 15:55 por Amanda Oliveira Barbosa | TAGs: ,    Sem comentários
     2013. Manifestações encheram as ruas de todo o país aos gritos de "Vem pra rua!" e "O Gigante acordou!". E sim, nós estávamos lá - e confesso que foi uma das coisas mais emocionantes que participei.
     2014. A Copa do Mundo será realizada no Brasil e o sentimento que passa pelo Brasil é de receio. Como suportar tanta gente sem infraestrutura necessária? E a violência? E as manifestações? Une-se a isso a revolta ao ver os 9,1 bilhões gastos nas obras para o evento - que já consagram essa Copa como uma das Copas mais caras da história, antes mesmo das obras estarem concluídas. Bilhões que poderiam ser aplicados em escolas, hospitais, creches, policiamento, saneamento...
      E a revolta, que já era grande, cresce. E traz tristeza ao coração. Olhar para o nosso país e constatar que sim, temos um povo guerreiro, um povo que muitas vezes prova sua capacidade de perseverança, criatividade, esforço e resiliência. Mas um povo, muitas vezes, passivo. Perante a tudo que acontece, balançamos a cabeça e admitimos desenganados: só um milagre.
     Mas eu pergunto: o que nós estamos fazendo? Quando servimos a um Deus tão grande, quando falamos que Ele é o Deus do impossível, quando dizemos às pessoas que "Sim, Ele pode mudar sua história!", mas não apresentamos o NOSSO país em oração a Ele porque "não tem jeito"?! 
Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscas e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua Terra”. (2 Crônicas 7:14)
     Essa responsabilidade é nossa. Não é "se o povo do país vizinho orar". Se os Estados Unidos orarem. A responsabilidade de orar pelo Brasil é nossa. Queremos um país melhor para nossos filhos, queremos uma qualidade de vida melhor no futuro, trabalhamos para isso, fazemos até nossa parte nas urnas... Mas não falamos com quem realmente pode dar um jeito nessa história. E não é o presidente, governador, senador ou outro político. 
     Confesso que orar pelo Brasil não está diariamente nos meus pedidos de oração. Às vezes, em algum evento, campanha, acontecimento... Mas se oramos tanto pelos nossos interesses, como podemos ser tolos de não orar pelo nosso Brasil?
"Orai pela paz na cidade, porque na sua paz vós tereis paz." (Jeremias 29:7)
    Se o Brasil estiver bem, isso irá refletir em nossa casa, nossas finanças, nosso trabalho. E, se somos brasileiros com muito orgulho, com muito amor, como cantamos, é nosso dever nos colocar em oração e interceder poque sabemos que quem nos ouve "é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós." (cf. Efésios 3:20).
     Faltam dois meses para a Copa. Aproximadamente 60 dias. E a proposta é: ore conosco pelo Brasil. Todos os dias. Lute - também no campo espiritual - para transformar esse país. 
    Ore por justiça (Mateus 5:6). Ore pela paz. Ore pelos nossos governantes e autoridades (1 Timóteo 2:1-2). Ore pelas famílias, pelas igreja. Ore para que venha o reino do Senhor e seja feita a vontade dEle.
Eu vou transformar o Brasil. Mas vocês devem transformá-lo a partir dos seus joelhos primeiro” (Profecia de Cindy Jacobs sobre o Brasil)



0 comentários:

Postar um comentário